Publicidade

 

Publicidade
 

Foto: DivulgaçãoAbrameq realiza evento para apresentar novos projetos em parceria com o SinmaqSinos

O SinmaqSinos (Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Industriais e Agrícolas de Novo Hamburgo) e a Abrameq (Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas para Couro e Calçados) realizam, no dia 18 de novembro, a partir das 11h, no Hotel Locanda, em Novo Hamburgo/RS, um evento para o lançamento de dois novos projetos.

Um deles é o Procompi (Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria - CNI, FIERGS e Sebrae. O projeto contará com recursos para incentivo a competitividade das pequenas empresas nas áreas gestão de negócios e ambiental, vendas e NR12. Serão lançadas duas cartilhas: uma sobre boas práticas na área de gestão ambiental e outra na área de soluções de NR12 para máquinas operatrizes, em parceria com Ministério do Trabalho e com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

O segundo projeto, em parceria com o Sebrae/RS, é orientado ao Desenvolvimento Sustentável do Setor de Máquinas do Vale do Sinos e do Paranhana, e promove capacitações na áreas de liderança e gestão.

A presença deve ser confirmada pelo fone (51) 3594 2232, com Jessica Silva. Comunicação da Abrameq e SinmaqSinos.

Fonte: http://exclusivo.com.br/noticias/fabricante/fabricantes-de-maquinas-com-dois-novos-projetos10

Focada em moda e negócios, Zero Grau inicia em Gramado/RS

Foto: Dinarci Borges|DivulgaçãoMostra segue até quarta-feira reunindo 280 expositores e mais de 900 marcas

A Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios iniciou-se na segunda-feira, dia 18, em Gramado/RS. Focada em moda e lançamentos para o inverno 2014, a mostra  segue até quarta-feira, dia 20, reúne mais de 900 marcas,  no Centro de Eventos e Feiras Serra Park.

Na abertura oficial da feira, o diretor da Merkator Feiras e Eventos – promotora da Zero Grau -, Frederico Pletsch, destacou que o evento cresceu 80% em relação à edição edição de estreia, em 2011. “Esse crescimento deixa a feira apenas 28% menor que o SICC (Salão Internacional do Couro e do Calçado). Isso comprova que a mostra realmente deu certo. Hoje, estamos com 280 empresas expositoras”, observou. “A Zero Grau surgiu de uma proposta conjunta dos sindicatos das indústrias de calçados dos vales do Paranhana e do Sinos e nós a articulamos. A Zero Grau é o que o setor estava querendo propor para o mercado”, complementou.

Sindicatos

Para o presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Igrejinha, Renato Klein, a Zero Grau tem sido de fundamental importância para o alinhamento das coleções de inverno. “A feira funcion muito bem como um pré-lançamento da coleção de inverno. É um evento em que os fabricantes podem verificar se é preciso ajustar os seus produtos para a temporada fria do próximo ano”, sinalizou. Conforme o dirigente, a mostra exerce um significativo papel para a competitividade do setor.

O movimento proporcionado pela Zero Grau na economia da região foi destacado pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados e Acessórios para Calçados de Três Coroas, Rogério Darci Müller. Segundo ele, a feira tem impactado em diversos setores econômicos do Rio Grande do Sul. “Nessa época do ano, Gramado se torna a cidade dos expositores, gerando renda. Se não tivesse essa feira, como seria?”, questiona. Müller também enfatizou o papel que a mostra tem para o varejo calçadista.

“Se os lojistas não tivessem a feira, eles não teriam como renovar seus estoques. Todo mundo ganha”, observou. 

O prefeito de Gramado, Nestor Tissot, deu as boas-vindas, salientou que o município está preparando para receber a feira e endossou a avaliação do presidente do sindicato de Três Coras em relação à importância econômica da Zero Grau para a região. Segundo o chefe do executivo gramadense, a mostra tem auxiliado na retomada dos negócios do setor de calçados no Estado. “O setor calçadista é um dos motores da economia gaúcha e aos poucos tem retomado os seus negócios. A Zero Grau tem contribuído com esse movimento”, destacou.

A força do calçado gaúcho

A indústria calçadista representa um dos principais setores econômicos do Rio Grande do Sul. Em 2012, o Estado foi o responsável por 35% da exportação de calçados do Brasil. Essa importância foi salientada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Heitor Müller. Segundo ele, “o setor calçadista é um dos patrimônios do Estado pela riqueza, pelas empresas e empregos que gera e também porque é um dos setores responsáveis pela geração de divisas”. Para Müller, o setor está em constante mudança. “Apesar dos percalços pelo qual vem passando nos últimos anos, o setor calçadista gaúcho vem se renovando agregando tecnologia e design no desenvolvimento de produtos”, pontuou.

 Fonte: http://exclusivo.com.br/noticias/lojista/focada-em-moda-e-negocios-zero-grau-inicia-em-gramadors

 

 

Page 20 of 20

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não